28 de novembro de 2014

Descubra curiosidades sobre a história de Chaves.

0 comentários

Sucesso há quase 30 anos no Brasil, o seriado Chaves é repleto de curiosidades. Você sabia, por exemplo, Roberto Bolaños estudou engenharia? Descubra esta e outras curiosidades do seriado:

• O primeiro episódio foi ao ar em 20 de junho de 1971;
• O criador de Chaves, Roberto Gómez Bolaños, estudou engenharia, mas nunca exerceu a profissão.
• Chaves tem um nome verdadeiro, mas quando vai revelar, alguém sempre o interrompe,
• Os sapatos que Chaves usa foram dados por Chiquinha na primeira vez em que ele foi à vizinhança;
• A mãe de Chiquinha morreu no momento em que deu à luz;

• Ruben Aguirre (Professor Girafales) garante que o famoso "Tá Tá Tá Tá!" foi inspirado em uma professor de sua infância;
• Dona Clotilde foi a última a alugar um apartamento na vila;
• O personagem Nhonho foi criado pelo próprio Edgar Vivar;
• Apesar de estar sempre desempregado, Seu Madruga já foi vendedor de churros, barbeiro, mecânico, sapateiro, pintor, leiteiro, carpinteiro e desempenhou muitas outras atividades;
• Muitas vezes o carro do Seu Barriga mostrado nos episódios é uma Brasília, ou seja, uma presença do Brasil na série, já que o modelo é de fabricação brasileira;
• Quico se despediu da série em 1978, durante as gravações em Acapulco; a música "Boa noite, vizinhança" foi como um "adeus" de Roberto Bolaños ao amigo;
• A cidade onde o carteiro Jaiminho nasceu, Tangamandápio, existe de verdade, fica no estado de Michoacán, no México;
• Nos episódios em que Chiquinha vai visitar suas tias em Presidente Prudente, boatos dizem que a atriz María Antonieta de las Nives teve que se afastar por estar grávida, no final de 1973;
• Quando Ramón Valdés (Seu Madruga) morreu, Angelines Fernández (Bruxa do 71) ficou horas de pé ao lado do caixão; os dois eram muito amigos;
• O último capítulo gravado foi em 1995;
• O Rei Pelé chegou a ligar uma vez para Roberto Bolaños na tentativa de levar Chaves para o cinema, mas não conseguiu;
• Chaves já foi dublado para mais de 50 idiomas, chegando a ser exibido em países como China, Japão e Marrocos;
• Nas dublagens mais antigas, Chiquinha era chamada de Francisquinha.

Leave a Reply

Marcadores

2008 (197) Arquivo (374) Bahia (7) BBB (62) Como Pensam... (11) Crônica (1) Culinária (9) Filmes (44) Humor (84) Ivete Sangalo (3) Música (214) Notícias (42) Novelas (3) Política (23) Saúde (25) Televisão (941) Variedades (183) Veneno (3) Vídeos (167)