16 de dezembro de 2010

'Estou pedindo ajuda para não passar fome' diz ex-baterista de Ivete Sangalo

Esperando o comunicado oficial da equipe de Ivete Sangalo, publico reportagem do site "Bahia Noticias” sobre a versão de Toinho Batera” sobre sua saída da “Banda do Bem”. O que me chama a atenção, é o valor que é pedido pelo musico, 5 milhões! Se esta é a rescisão contratual, como esta criatura tem coragem de dizer que esta quase passando fome? Tem algo nesta historia que definitivamente não sabemos, mas que é bem estranho, isso é.

Segue reportagem:

““Após quase 14 anos conduzindo o ritmo de Ivete Sangalo, desde os tempos da Banda Eva, a batucada desandou em 17 de março deste ano, quando a popstar resolveu descartar as baquetas de Antônio da Silva, o Toinho Batera, 53 anos. Sentindo-se injustiçado e alegando não ter recebido seus direitos trabalhistas, o músico foi para o pau e pede R$ 5 milhões da cantora. A ação corre da 18ª Vara de Trabalho de Salvador e a a juíza Alexa Rocha de Almeida colocou o litígio em segredo de justiça.
“Me dispensaram sem justificativa alguma. Ela (Ivete) disse que teria que me afastar, além de mais quatro músicos, o que não aconteceu. Estou com o aluguel atrasado três meses e tendo que recorrer à ajuda de familiares e da minha sogra para não passar fome”, descreve Toinho ao jornal O Dia.

Além dos R$ 5 milhões, o baterista também entrou com uma outra ação pedindo R$ 500 mil por danos morais contra o irmão da artista, Jesus Sangalo. “Ele me ofereceu R$ 141 mil. Quando disse que achava pouco, começou a me xingar, disse que eu era um merda e que nunca receberia nada. Falei que iria procurar a imprensa, e ele gritou: ‘Quem é você para achar que vai conseguir estar na mídia?’. No fim, eu disse que ganharia essa batalha porque estou ao lado de Jesus. Ao que ele respondeu: ‘Jesus aqui sou eu’, me enxotando junto com meu advogado de seu escritório”, relata Toinho.””

Dança das cadeiras no SBT. Valei-me Deus!

Tina Pacheco, diretora de dramaturgia do SBT, está se afastando da emissora por divergências com a equipe de Sérgio Madureira e Reinaldo Boury, respectivamente, produtor executivo e diretor da novela de Tiago Santiago. Tina voltará ao SBT no próximo folhetim de Íris Abravanel.

MICHAEL JACKSON EM PAZ

Milhares de fãs de Michael Jackson estão passando um abaixo-assinado na Inglaterra para impedir que o Discovery Channel transmita um documentário sobre a autópsia do rei do pop, morto em junho de 2009. Os fãs consideram o programa “uma afronta à dignidade humana” e estão recolhendo assinaturas pela internet. “Deixem Michael Jackson em paz”, exigem.

O documentário especial, chamado “O que realmente matou Michael Jackson” vai reconstituir a autópsia do cantor com base em documentos oficiais e depoimentos de testemunhas. O documentário deve ir ao ar dia 13 de janeiro, no Reino Unido. Depois vai correr o mundo.

15 de dezembro de 2010

[Video] Ratinho liga pra Globo e pede pra terminar a novela logo!

Só podia mesmo ser o doido do Ratinho! kkkkkk

Futuro de Hebe é incerto e não sabido.

Façam as suas apostas: o que será da Hebe Camargo a partir de agora?

As possibilidades são muitas: Globo, Record, Band, Rede TV!… e o próprio SBT, por que não?

É muito bom ver uma artista, nesta altura da carreira, se colocar em uma situação tão invejável. A história da televisão brasileira se confunde com a de Hebe Camargo.

Ainda há um contrato em vigor. O compromisso com o SBT vai até o dia 31 e existem cláusulas que asseguram a possibilidade de uma renovação. Houve, na gravação de segunda-feira, uma despedida que só irá ao ar no dia 27, mas com ponto de corte, que pode ser perfeitamente retirada na edição. Silvio Santos convém lembrar, em férias nos Estados Unidos, até agora não entrou na questão, se é que pretende entrar.

Hebe se mostra muito segura da sua decisão. Talvez, sabe-se lá, já tenha alguma coisa acertada, mas não será dela, com toda certeza, o próximo movimento neste tabuleiro.

“O Formigueiro”: um dos piores programas da TV

O-Formigueiro1

“O Formigueiro”, apresentado pelo ator e humorista Marco Luque, é uma das piores atrações exibidas pela televisão aberta no Brasil. Nem mesmo os fãs do “CQC” aguentam o programa, que já mudou de horário desde sua estreia e nunca registrou bons índices de audiência.

O formato foi criado pela Quatro Cabezas, produtora argentina também responsável pelo “CQC”, “A Liga” e “Polícia 24h”. Por este bom histórico e por concorrer com atrações datadas dos sábados à tarde (filmes mofados na Record, “Caldeirão do Huck”, na Globo, e “Programa Raul Gil”, no SBT), “O Formigueiro” poderia ser uma boa opção para o horário.

Isso não acontece, pois a atração violenta todas as regras de um bom programa de entrevistas. As piadas e brincadeiras de Marco Luque causam vergonha alheia em vez de entretenimento. O apresentador não tem o menor tino para entrevistador e nada extrai de relevante dos convidados. Além disso, a atração é longa e totalmente sem ritmo. São 90 minutos desperdiçados diante da televisão.

A ruindade de “O Formigueiro” expõe um problema maior: a falta de bons programas de entrevistas e debates nas principais emissoras brasileiras abertas.

Conhecido nos Estados Unidos como talk show, o gênero é um dos protagonistas da programação das quatro principais redes (ABC, CBS, Fox e NBC). As atrações estão espalhadas ao longo do dia. Pela manhã, tarde ou noite é possível sintonizar em algum programa de entrevistas ou debate. Alguns deles são conhecidos aqui no Brasil, por serem exibidos na TV paga – “Late Show with David Letterman” (GNT), “The Oprah Winfrey Show” (GNT) e “The Tonight Show with Jay Leno” (Record News).

Enquanto isso, em terras tupiniquins, o gênero é desprezado pela Record, única emissora que não possui um programa de entrevistas ou de debates em sua programação nacional. No caso da RedeTV!, com exceção do “É Notícia”, focado em política e economia, ele não é levado a sério com o afetado “Amary Jr. Show” e os barraqueiros “A Tarde é Sua” e “Superpop”.

O SBT alterna entre o popularesco, o entretenimento e a informação com “Casos de Família”, “Hebe” e “De Frente com Gabi”, respectivamente. Que ninguém ache estranha a presença do programa comandado pela loira precursora da televisão brasileira entre as atrações listadas. De seu confortável sofá, Hebe já arrancou boas confissões de artistas, esportistas e outras personalidades.

Marília Gabriela aposta na informação. Seu programa não tem plateia ou banda de apoio. A apresentadora não faz graça de acontecimentos mais freqüentes, nem apela para o confronto mal educado. Desde sua estréia como apresentadora de talk shows, na Band, em 1987, com o “Cara a Cara”, Marília Gabriela mantém o status de melhor entrevistadora da televisão brasileira.

Jô Soares é outro nome com prestígio nesta área. Começou em 1988, com o “Jô Soares Onze e Meia”, no SBT. Em 1999, migrou para a Globo e estreou o “Programa do Jô”.

Sempre existiram ressalvas ao seu desempenho no comando de um talk show. Ele fala mais que seus entrevistados, interrompe exposições e costuma fazer piadas inadequadas. No entanto, seu programa era uma razoável opção para o início da madrugada até há alguns anos.

Os primeiros sinais de desgaste surgiram em 2004, quando a Globo substituiu parte das reprises do “Programa do Jô” durante as férias do apresentador. No lugar, a emissora começou a transmitir a série “24 Horas”. Jack Bauer turbinou a audiência do horário. Empolgada com o sucesso, a Globo manteve a estratégia nos anos posteriores e, em 2006, decidiu colocar mais um seriado em sua grade de programação durante as férias de Jô Soares. Após exibir a quarta temporada de “24 Horas”, emendou a transmissão do ano de estreia de “Lost”.

Outros sinais do desgaste do “Programa do Jô” aconteceram fora do período de férias do apresentador. Notícias sobre a queda de audiência da atração são cada vez mais frequentes na imprensa.

O Ibope inferior ao de outros tempos é perfeitamente compreensível. O “Programa do Jô” parou no tempo. Assim como o extinto “Casseta e Planeta, Urgente!”, se acomodou sobre o trono da emissora líder em audiência no país.

Outro problema grave é a aparente preguiça do entrevistador. Fica cada vez mais claro que Jô Soares, na maior parte do tempo, apenas lê as perguntas preparadas pela produção. Em alguns casos, a leitura é relapsa. Ele solta perguntas do tipo “e aí, me conta a história do periquito”. A questão é feita tão fora de contexto que, além de quebrar a dinâmica da entrevista, não é raro pegar o entrevistado de surpresa. “Periquito? Que periquito?”

Boas opções de entretenimento e informação, os programas de entrevistas e debates são mal aproveitados ou ignorados pelas emissoras abertas brasileiras. Infelizmente, elas preferem investir em atrações que atendam apenas aos interesses institucionais ou financeiros, como atrações religiosas, caça-níqueis ou filmes mofados de alguma prateleira no fundo dos arquivos. Depois, não adianta reclamar do avanço da internet. A televisão está perdendo relevância para ela mesma.

Por Ale Rocha . 10.12.10 - 16h46

Guerra entre SBT e Band já realidade e vai intensificar em 2011

SBT e Band

Já foi a época em que a guerra pela audiência na televisão estava concentrada na vice-liderança entre SBT e Record. Essa briga já foi decidida e, pelo que se vê nos bastidores, tão cedo não voltará a estampar as manchetes das revistas e sites sobre televisão. A Record é a atual “vice-líder absoluta”, uma referência à frase utilizada pela emissora de Silvio Santos durante muitos anos. Agora, a briga está num patamar abaixo, no terceiro lugar, entre SBT e Band. A guerra entre as duas emissoras só não é mais acirrada porque os executivos do Morumbi ainda não acharam o caminho no período da manhã e a grade vespertina não tem fôlego para pontuar. Entretanto, no prime-time, as duas emissoras estão empatadas. Nesta terça-feira, 14 de dezembro, entre 18h e 24h, SBT e Band fecharam com 5 de média. Logo no início desta faixa, o “Brasil Urgente” atingiu 7 pontos, contra 4 do “B. O “Jornal da Band” fechou com 6 de média, contra 4 do “SBT Brasil”. Mais tarde, “Ana Raio e Zé Trovão” garantiu 7 de média contra 6 de “A Liga”. Segundo especialistas em pesquisas de audiência, a Band só não vai melhor na grade noturna porque perde muita audiência com programação religiosa e interrompe o famoso efeito cascata, que joga público de um programa para o outro. Não é por menos que em 2011 a Band pretende reformular sua grade para as faixas da manhã e tarde.

Fonte: Parabólica JP.
Texto: José Armando Vannucci.
Foto: Parabólica JP.

A Hebe da BAND!

Audiencia_de_Tv_2010[1]

Márcia Goldschmidt e a direção da Bandeirantes voltam a conversar na segunda-feira sobre um novo programa para o ano que vem. Semanal. Acaba o diário. (Graças a Deus")

Falta ainda definir detalhes, como estreia, título e dia de apresentação.

Mico em 2010 – Estreia e último programa • Telefone & Ganhe - SBT (13/12/2010)

Trechos da estreia - e também do último programa, coisas do Silvio Santos - do Telefone & Ganhe, programa exibido pelo SBT na madrugada de 13/12/2010. Apresentação de Helen Ganzarolli.

Só rindo --- coitada!

Mico em 2010 - Tina Roma encerra o Tudo a Ver antes da hora (05/10/2010)

Erro na edição de 05/10/2010 do Tudo a Ver: a apresentadora Tina Roma encerrou o programa antes da hora. Depois de alertada pela produção, ela se perde ainda mais e não sabe a matéria seguinte.

Isso não foi no SBT!

2 de dezembro de 2010

Já era tempo: Academia Paulista de Letras elege o desenhista Mauricio de Sousa

O desenhista Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica, foi eleito nesta tarde para ocupar a cadeira 24 da Academia Paulista de Letras (APL). Ele substituirá o poeta e jurista Geraldo de Camargo Vidigal (1921 - 2010).

Sousa competia com o escritor e advogado Joaquim Cavalcanti de Oliveira Lima Neto.

O desenhista, de 75 anos, começou a carreira como repórter policial do jornal "Folha da Manhã", na década de 50. O primeiro quadrinho de Sousa também foi publicado pela jornal, em julho de 1959. O protagonista era o cãozinho Bidu.

A revista da "Turma da Mônica" surgiu em 1970. Hoje editado pela multinacional italiana Panini, Mauricio de Sousa publica 17 revistas por mês.

A tiragem mensal é de 3 milhões de exemplares. Sucesso em vários países, as histórias de Mauricio de Sousa são editadas em 20 idiomas.

Divulgação

Mauricio de Sousa foi eleito para a APL hoje

Mauricio de Sousa foi eleito para a APL hoje

DICA: Tradução em tempo real com o Tradukka

Tradukka

Um tradutor em tempo real pode ser especialmente útil quando estamos conversando com nativos através de chat, MSN ou skype.

O Tradukka é útil para situações onde precisamos obter determinadas frases em inglês sem muita demora. Ele nos poupa de ficar clicando no botão “traduzir”. O que é digitado numa caixa de texto tem seu idioma automaticamente detectado e traduzido para o inglês na área ao lado.

Como qualquer tradutor online ele não é perfeito, mas ajuda naquelas horas de sufoco. Uma ferramenta simples e útil, além de servir para outras combinações de idiomas.

Acesse o Tradukka

Marcadores

2008 (197) Arquivo (374) Bahia (7) BBB (79) Como Pensam... (11) Crônica (1) Culinária (9) Filmes (44) Humor (84) Ivete Sangalo (5) Música (216) Notícias (44) Novelas (5) Política (23) Saúde (26) Televisão (950) Variedades (183) Veneno (3) Vídeos (170)