26 de agosto de 2010

CQC - Piada tem hora! Rafinha Bastos x Casagrande.

2 comentários

2003rafinhaMais uma vez o pessoal do CQC perde a linha entre o humor e a piada sem graça. Desta vez a vitima foi o comentaria esportivo Casagrande que teve seu problema com as drogas ser encarado pelos humoristas como uma grande piada. Quando aqui me refiro a os humoristas, assim o faço, porque entendo que a responsabilidade não é apenas daquele que passou dos limites, mas sim de toda a equipe que tem como obrigação mantar o programa com um humor inteligente, marca e meta do programa.

Alguém deveria perguntar ao senhor Rafinha Bastos se ele já pesquisou ou tem idéia do que é o mundo das drogas e quais as facilidades de entrar e sair deste mundo. “A cesta de Natal da Globo inclusive vai vir com o vinho do Galvão Bueno, com a farinha do Casagrande..." ironizou o esperto humorista.

A Band e a equipe do programa tem que ter a coragem de em breve, pedir desculpas publicamente por erro tão devastador.

2 Responses so far

  1. Anônimo says:

    Luis Rocha, o que você sabe sobre humor?Humor normalmente não é “bonzinho”, não sabias?Já viu a quantidade de piadas de loira, judeu, português, argentino, negro, advogados e afins existem por aí?Há quem diga que elas incentivam a discriminação, preconceito, xenofobia, violência, etc, você acredita nisso e em Papai Noel tambem?

    A Band pedir desculpas ou ele pq?Ele o faria se tivesse feito algo errado. Ele se retratou recentemente por ter pisado na bandeira do grêmio (ele é colorado), pois isso foi desrespeito, e não uma piada, e admitiu o erro por livre vontade. Pra essas coisas há retratação, por ele fazer o TRABALHO DELE (fazer piada), não mesmo.

    Esse povo do “politicamente correto” é um saco. O CQC felizmente não é feito para essa gente, quem quer ver humor que SUPOSTAMENTE não “ofende” ninguem vá ver Zorra Total, pois o CQC, mesmo tendo lá seus problemas (como todo programa) é para um público mais seleto (não que não possa agradar qualquer um, pois tem todo tipo de quadro), pois utiliza muitas piadas de referência, e um humor mais ácido e crítico.

    Se o teu entretenimento se resume somente em assistir futebol e zorra total, e acha que qualquer coisa diferente disso é um “desrespeito”, meus pêsames.

    "Erro tão devastador", meu deus. Você sabe o que significam as palavras que tu escreves, Luis?Puta DRAMA esse teu hein?

    NINGUEM precisa perguntar ao Rafinha se ele já pesquisou o mundo das drogas, pois alem dele saber MUITO mais de humor do que você, ele tambem sabe bastante sobre drogas. Já assistiu o programa "A Liga" que ele apresenta?Como ele mesmo disse, sobre o episodio: "Uma rara oportunidade de ver um debate não calhorda sobre o assunto (drogas."

    O Rafinha já passou 24h vivendo como mendigo numa rua, o programa já fez matérias até na "cracolândia" em SP, então acho que sim, ele sabe muito bem, mas não quer dizer que isso o impeça de fazer piada sobre o assunto. Fazer piada é uma coisa, humilhar alguem é algo diferente. O Rafinha faz piada até com o fato de ELE ser judeu e gaúcho, pq não faria com o uso de drogas dos outros?

    Ah, se você pesquisar o humor em outros países, como os comediantes/humoristas nos EUA e Inglaterra vais ver que esse tipo de coisa é EXTREMAMENTE NORMAL. VOCE e uma cambada de gente atrasada de um povo que não tem educação de base decente nem senso critico neste país acham que não é legal fazer isso, mas isso não torna voces certos e ele errado.

    O programa perderia a linha se evitasse fazer piadas assim, pois humor ácido e crítico faz parte da proposta do programa. Se você gosta, ótimo, se não gosta vá ver Zorra Total, que deve ser "politicamente correto o suficiente" pra você.

  2. Anônimo says:

    Fala besteira e ainda apaga comentário é? :)

Leave a Reply